sábado, 20 de maio de 2017

Planeando o fim-de-semana

Já experimentei, iei!, o Clafouti de Cerejas, iei!, usei os seguintes ingredientes:

500 gramas de cerejas
100 gramas de chocolate branco
4 ovos
200 mililitros de leite
200 mililitros de natas
100 gramas de açúcar mascavado
100 gramas de farinha
qb de canela em pó
qb de raspa de laranja

Que juntei numa muito simples, iei!, confeção

Descaroçar as cerejas e dispô-las numa tarteira previamente untada
Picar o chocolate e juntá-lo às cerejas
Numa taça, bater os ovos com o leite e as natas
Adicionar a farinha, o açúcar, a canela e a raspa
Misturar
Regar as cerejas e o chocolate com esta mistura.
Levar a meio do forno já aquecido durante aproximadamente 30 minutos.

Ressalvas da Gina, a mulher que tem um blogue:

Antes de mais, as fotos, tanto do clafouti prontinho a degustar como do quanto consegui emporcalhar a mesa da cozinha e as mãos com a estreia do meu descaroçador, que já não é virgem e é de grande eficácia.







E agora mais coisinhazinhas:
É de comer com colherinha, ou garfinho e faquinha, este clafouti, que fica entre o pudim e o bolo, não sendo nem um nem outro, por isso é clafouti.
Posso fazer clafouti com todas as frutas, levando em conta que umas ficam melhor que outras, sendo que o clafouti original é de cerejas, o que me leva a supor que os frutos vermelhos se lhe prestam mais do que, por exemplo, as maçãs.
Posso substituir as natas e o leite por iogurte ou queijo mascarpone, e posso alterar os sabores por raspas de limão e canela. E isto é só um exemplo, não duvido que possa enriquecer o clafouti com noz-moscada e gengibre e outras especiarias que não defino para não inchar desnecessariamente o post, e até posso usar leite de coco e lima, em substituição do leite e da laranja.
Originalmente, o clafouti não leva chocolate nenhum, contudo, mediante as minhas pesquisas, apurei que há quem já lho tenha acrescentado, então pus chocolate branco que é bom nisso de casar com cerejas.
Ouvi dizer que o clafouti fica melhor se os caroços forem mantidos nas cerejas, retirá-los fará com que soltem sumo e liquidifiquem a massa. Não notei tal coisa no meu resultado.
Por experiência de outras confeções sei que os ingredientes que compõem a massa não necessitam de grandes mexedelas, é mexer até tudo se misturar e levar ao forno.
Gostei particularmente de preparar este clafouti, pela pesquisa que fiz, pelo que aprendi, por ter a minha receita. E não só, gostei também de comprar um utensílio exclusivamente para o preparar, de o utensílio se ter revelado eficaz, como aliás já referi acima, de a minha receita estar de acordo com a textura e o sabor por mim esperados. Acresce, ainda, que os coabitantes desta qe escreve, também curtiram pra caraças o meu clafouti.

Para chegar a todas estas conclusões e inclusive à minha receita, andei por aquiaqui, de lá pulei para aqui, daí saltei até aqui.

Sem comentários: