sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Cliente

Entra e mostra-me a amostra que traz consigo, dizendo:
A bruxa má mandou-me comprar uma coisa destas!
Não está fora do seu habitual, embora pareça estranhíssimo a quem não mora no mesmo estaminé que eu. Já nem ligo, sei que é desabafo, a patroa é ruim, pronto. Quis nif na fatura que era para a patroa, chegada à linha de me dizer o nome da senhora...:
Maluca aí é que era bom, mas não se pode!

Sem comentários: