quinta-feira, 1 de junho de 2017

Comprinhas

Tenho que compar um biquíni
bi quí ni
biquini
bi qui ni
A viagem de longo curso será para a gente ir por aí e parar em rios e lagos e praias, ser-me-á indispensável levar um biquini, portanto, uma vez que não pratico o naturismo.
Mas a gente vai de mota e as viagens de mota obrigam a uma redução drástica de pertences, é para se levar, no mínimo, o mínimo possível, não mais que isso. Mas os meus biquinis são todos muito esponjosos, colidindo seriamente com a minha bagageira. Além do espaço que as mamas de esponja ocupam, o que já é entrave, ainda demoram um ror de tempo a secar. E a gente quer chegar, mergulhar, molhar, nadar e andar. E eu, eu quero lá agora andar por aí, mesmo que em montes e vales, com duas rodelas molhadas mesmo em cima das ditas, é que nem pensar. Posto isto, queria comprar um biquini sem merdas a encher e a fazer parecer que tenho umas belas mamas. Notem bem: não é que em outras ocasiões eu não tenha buscado um biquini a fazer-me parecer com mamas ao nível do antebraço e/ou com mamas maiores, claro que busquei, por isso os tenho na gaveta, mas aquilo de nunca mais secar, pá... Ah, e não, não dá para tirar as esponjas, não.
Mas basta-me encontrar um biquini sem falsas verdades, e na gaveta há para lá uns assim como que a preencher os requisitos, mas velhos pra caraças, portanto: lassos e, além disso, são de atar no pescoço, e eu cá não gosto nada disso, pá, que me puxa a mona para baixo.
Tenho que comprar um biquini, mas isso de encontrar um sem falsas verdades tem-se revelado verdadeiramente difícil. Cá para mim é falso que os haja no mercado, que agora a moda privilegia a esponja.

Sem comentários: