segunda-feira, 26 de junho de 2017

Hater

Quando sentada no banco hater, relembrei o coração na calçada, porque o revi, e fiquei contente. A ver se levo a máquina fotográfica, então. Não só pelo coração como pelos desenhos de bicicletas na rua mais bonita de Lisboa, pelas marcações a verde e ainda pelas marcações em vermelho e em amarelo, que também as há.

7 comentários:

Linda Blue disse...

Avenida da Igreja?
Não pode ser... :)

Gina G disse...

Não, Linda Blue, mas não está longe daí. E deste-me vontade de, em tendo um bocadinho, calcorrear toda a avenida da Igreja nos dois sentidos, a ver se descubro o teu coração.

Segui o link que deixaste a um dos teus leitores e vi as tuas fotografias de há tempos. Até parece que estavamos combinadas, ontem :)

Linda Blue disse...

Aquele coração, que fazia parte de uma série de brinquedos espalhados pelo chão da rua (esquecidos?) não foi na avenida da Igreja. Lembrei-me dela pela tua referência às marcações a verde.
A "minha" avenida mais bonita (mais pelo coração do que pela estética) é a avenida de Roma, precisamente transversal da avenida da Igreja :)

A colecção de corações e frases de amor é mesmo grande :)

http://lindaporcaoucheirodeestrume.blogspot.pt/2015/07/suspeito-que-tenho-um-admirador-secreto.html

http://lindaporcaoucheirodeestrume.blogspot.pt/2015/05/uma-pessoa-vai-caminho-da-praia-e-e-isto.html

http://lindaporcaoucheirodeestrume.blogspot.pt/2014/07/ate-no-comer-djizas-ate-na-areia-da.html

Só para exemplo :)

Gina G disse...

Eh pá, bolas, é que não acerto uma! :)

A rua mais bonita de Lisboa é a Brito Aranha porque tem muitas árvores, porque as conto repetidamente, porque as observo através das estações há anos e anos e por tudo isso faz parte do meu quotidiano.
O banco hater está assente na Praça de Londres é um daqueles bancos de pedra, que, dando as costas à estátua de Guerra Junqueiro, é o banco que se encontra na segunda fila, à direita. Cognominei também todos os bancos, contudo este é especial, durante algum tempo teve em si a alcunha/pseudónimo (sei lá!) de alguém, HATER, tal e qual isto, em maiúsculas, a vermelho e meio desordenado, como que não fazendo caso das linhas retas do banco. Entretanto limparam todos os bancos da Praça mas eu conservei os seus cognomes, aos quais te poupo.
A Avenida de Roma é onde se encontra o lugar da musa do antigamente - Livraria Barata - bem como o lugar (que também pode ser) da musa - Galerias Aqua Roma, Confraria do Café.
Tinha pensado ontem falar contigo, por esta via, acerca destas questões da minha vida particular, misturando-a à de blogger, mas achei melhor não o fazer, afinal de contas o que deixamos nas netes para sempre cá fica, o que poderá trazer tudo de bom e tudo de mau a esses meus lados de pessoa, mas vai que hoje achei que só podia ser bom.

Linda Blue disse...

Só ontem, já tarde, vi esta tua resposta, daí só continuar agora a prosa.
A Praça de Londres faz parte da minha vida de outras maneiras, pois ali fui baptizada, e também tenho uma memória triste daquela igreja. E, como o meu avô morava na Av. João XXI, toda aquela zona da Av. Roma me fez cenário de infância e adolescência.
Ainda conheci a Livraria Barata como uma livraria-papelaria pequenina, com o senhor Barata e dois funcionários, só.
As Galerias Aqua Roma, nesse tempo, eram um stand da Simca.
Quero lá saber que saibam que eu sou muito antiga. Também tenho boa memória (especialmente para o que não interessa) :)

Gina G disse...

As tuas memórias são então mais antigas do que as minhas. Há uns 30 anos que conheço a zona, começando por conhecer a Boutique Love, que ainda lá está. Na altura eu era costureira e o atelier recebia encomendas daí. Fiz centenas de saias e blusas dos modelos que lá se vendiam. Também ajudei em vestidos, calças e casacos, eu era muito nova e portanto menos experiente em algumas tarefas de costura mais exigentes, de maneiras que havia uma 'senhora' mais capacitada. Entretanto dei em empregada de balcão numa drogaria, vê lá tu... :)

Bom fim de semana, Linda.

Linda Blue disse...

Sim, são muito anteriores :)
Desde que me conheço que conheço a Av. Roma. E fui lá concebida, que os meus pais moravam lá nessa altura (quase em frente do Hotel Roma).
Da Love trouxe o segundo fato do meu casamento. Às tantas, foste tu que o ajustaste :) (Eu era tão magrinha que não havia o meu número.) Foi há 24 anos, até pode ser.
Eu gosto muito de costura, mas é fisicamente desgastante. Não sei se não preferia a drogaria, apesar de ser menos artístico.
Bom fim de semana, Gina