sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Meio-dia e vinte e um

Vou para almoço não tarda. Não trouxe o livro. Há dias que não trago o livro. Está em casa. Está em casa desde sexta-feira passada, há portanto oito dias que ao livro do momento – Estranha Ternura, Miriam Toews – não avanço a leitura. Aquilo é livro para não se deixar a meio, nada disso de estar muitos dias sem o ler, há um crescendo de emoções e um mundo, um mergulho e um fundo, tenho de estar naquele ponto onde sinto que aquele ponto é o ponto, não posso perder-me noutros meandros, principalmente nos meus, e é precisamento o que está a acontecer.

Sem comentários: