sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Planta à janela

Sempre me fez espécie o seguinte: se o dono (que pode ser uma dona, ok, vá, mas fico-me no masculino) da planta à janela a vai rodando. É que é assim: para respirar, a pobrezita tem para aí uns dez centímetros de janela aberta, e é por entre esses mais ou menos dez centímetros que ela espreita, as folhas, que são finas mas compridas e encurvadas, a fazer as vezes d' olhos. Eu cá dá-me pena, tanto é que já chamei pobrezita à pobrezita planta. Au eva, sei que me dá pena isto porque me ponho a imaginar a planta à janela a fazer as vezes duma pessoa.

Sem comentários: