segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Ah, então é isso

O cavalheiro do carro xis é o senhor do carro verde. Ah... Era a (não) publicar: Escrever. Não posso deixar de. Mas. Era para não publicar que não posso deixar de escrever, quero eu dizer, e o cavalheiro, ainda que exista, bem como a sua viatura de cor estranha, fui eu que o forcei a pertencer a este post. São coisas imensamente especiais que acontecem quando me ponho a escrever sem norte, vá.

Sem comentários: