quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Lugar (que também pode ser) da musa

As septuagenárias ali estão. Atenção, notem bem: não é para ali estão, é que estão, e não é questão, é estão. São autossuficientes o suficiente
– repetições tolas, bem sei, e marimbo, é que descobri recentemente que no dominó são desejadas para progredir no jogo, alcançar a vitória e então festejar animadamente –
portanto: estão. É a da novela e a da cicatriz. A da novela, notei há pouco que se põe em bicos dos pés e quase se empoleira no balcão
– é alto –
aquando do pedido. Não foi vez primeira, já noutras dei pelo gesto, ficando porém o registo hoje.

Sem comentários: