segunda-feira, 22 de maio de 2017

Novo rumo

Não é mau nem bom, o novo rumo. Ou, por outra: é mau e bom, dependendo sempre, mas sempresempresempre, da perspetiva e da circunstância. Estou triste. Mesmo sendo um rumo tão estupidamente previsto, inclusive desejado (e não pouco), a verdade é que estou um bocado triste. Já conhecia um certo apego ao estaminé, que é o lugar onde mais grafo os dias de uma duma grafómana*, mas ainda não tinha começado a dizer-lhe adeus.

*é sobretudo por isto que este post existe

Sem comentários: