terça-feira, 19 de julho de 2016

Aquele quintal

Sabem que aquele quintal - ou entrada em vila - lisboeta está igual ao que estava? Não sabem, não é. É. Mas olhem que está. Chapéus de aba larga e dos outros e toda uma série de enfeites pendurados pelas paredes. Sério. São tantos que abrangem toda a área. É tão bonito. São chapéus e o resto não sei bem, ficava lá especada a admirar e a fixar tudo o que compõe o inusitado quintal – ou entrada em vila - lisboeta, perdida nos pensamentos e nos prazeres que agora não sei contar mais que isto. Ficava, ficava. Mas é que estavam três jovens a conversar e fiquei com vergonha assim que me vi sendo observada. Coisas da minha cabeça, claro, só por dizer que as coisas da minha cabeça têm um poder do caraças pra me demover dos prazeres infantis, vai daí, pumba e coiso, vim-me embora.

Sem comentários: