segunda-feira, 25 de julho de 2016

Chão

No chão do estaminé, ainda que já tenha passado a vassoura várias vezes, há destes papelinhos que aludem à bandeira portuguesa. São de aquando da festa de termos sido campeões da Europa em Futebol, coisa inédita na vida desta lusa gente, que estava como que sequiosa de vitória e também de glória.
Escolhi dois papelinhos gordos, para se verem bem, passsei-os por água para retirar a poeirada que tinham e percebi que são mesmo papel, portanto tratei-os com cuidado. Mas, como está muito calor, estes papelinhos coloridos à portuguesa rapidamente adquiram a textura e resistência habituais.
Deixo foto dos ditos, que coloquei por sobre um dos meus papelinhos onde escrevi apressadamente um tópico que ainda não desenvolvi. Isto do apressadamente é meu costume, neste caso não se percebe nada do que escrevi, e nem é por a bandeira estar a tapar a mensagem, que é lá isso, é mesmo porque o que faço, mais do que escrever, é rabiscar.


Sem comentários: