terça-feira, 26 de julho de 2016

Do próprio tom, ainda

Vamos viver?
Não tarda chegará um post que chutará este pra baixo. Mas então se eu me der o badagaio entretanto e este post ficar no cimo do blogue por não dar tempo de preparar outro? Olha: fica este aqui. Será mais um tolo e desarrazoado post. Olarila.
Vamos viver?
A frase que escrevi há três anos e tal está sumidinha. É a minha primeiríssima no género 'escrever nas paredes' desta que escreve, também, num blogue. E foi para escrever, foi.
Vamos viver?
Hoje em dia é mais o sim-querer do que o não-querer. Não passou totalmente, vá, em dias maus penso amiúde, em dias muito maus idealizo o como e o porquê, muito embora nunca tenha decidido o quando. Então esse que continue a faltar, não é. É.

Sem comentários: