sexta-feira, 22 de julho de 2016

Lugar da musa

Gostava de um dia ver-me num daqueles dias em que fico especada no lugar da musa, sentada, esperando que as horas passem, observando, somente, sem ser ninguém, assim como que ausente, vá. Isto num daqueles dias em que não leio, como o d' hoje. Mas para ser muito real e de acordo com o meu eu, não poderia saber que estava a ser observada, portanto nunca vou poder ver-me assim.
Não tem nada a ver mas lembrei-me que os meus coabitantes agora (quase) têm medo que eu ande de câmara na mão disposta a filmá-los. Gandas malucos. Mas eu sou mais do género «nada disso», não é. É.

Sem comentários: