terça-feira, 26 de julho de 2016

Voar

Conto as minhas viagens de avião a dobrar, duas em cada viagem, vou só em quatro. Duas viagens, portanto. Conto-as assim por serem poucochinhas, julgo eu.
À Ilha da Madeira.
A Londres.
Só.
Outros países que visitei, fi-lo em viagens de carro, estradas europeias afora, conheço também Espanha, França e Itália.
Nunca saí da Europa. Não conheço mais nada do arquipélago da Madeira e desconheço totalmente o dos Açores. Nunca saí da Europa.
A ver mundo novo, para mim e doravante, teria de ser uma cultura totalmente diferente, algo a oriente ou assim, pois de resto, a coisa muito esmiuçada, espremidinha exaustivamente, creio que Lisboa, Paris, Roma e até mesmo Londres, não são assim tão diferentes. E a culpa nem é da moeda única nem nada disso, é que somos europeus.

Sem comentários: