sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Dia de (disseram na Radio)

Hoje é dia de a gente se divertir no trabalho. Logo de manhãzinha deixei cair uma nota... enfim, de muitos euros no caixote do papel destinado à reciclagem. Quereis cena mais hilariante?

Hoje é dia do bolo de chocolate. Nem hoje nem no próximo fim-de-semana me jogo a um, já ontem registei os meus planos. Contudo, ando há que tempos com uma ideia, que é um bolo de chocolate, sim senhores, cuja receita me deu a minha vizinha de baixo, a Carla, tanto que quando passei a limpo a receita lhe chamei Bolo de Chocolate da Carla para saber sempre, passassem os anos que passassem, que fora a Carla quem ma transmitira. Nota importantíssima: esta receita é tão mas tão antiga que é ainda do tempo em que eu apontava num caderno as receitas suficientemente boas para constar nos meus arquivos e portanto elegidas a especiais. É d' há anos e anos, este caderno, a ver se o procuro. Depois chegou a internet à minha vida e a rapidez na pesquisa e a facilidade na impressão, daí o dossiê especial existir. Mas o bolo em questão é uma delícia para quem gosta de chocolate. Prepara-se a massa e não se pense que se coloca toda na forma, porque não, deixa-se um terço cru, que se despeja por cima do bolo já cozido e desenformado, ou seja: a própria massa do bolo faz o papel de cobertura. Hum. Este bolo resulta baixinho, não só por lhe ser retirado um terço da massa, como por levar apenas uma colher de farinha, pronto, no fundo é uma mousse de chocolate que vai ao forno, e é fofinho que se farta por conta de a margarina ser levíssima. Bom, findo este assunto, e ao que parece, tanto tenho de encontrar o caderno manuscrito o quanto antes como tenho plano doce para o fim-de-semana a seguir ao que chega já amanhã.

Sem comentários: