terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Post bem-dispostinho

A pessoa terminou-se-lhe o creme de dia para o rosto. Mas a pessoa tem (mais) um boião de onde ainda só retirou creme duas vezes, numa de experimentá-lo, que é creme, sim senhoras pessoas, mas para esfregar... ai perdão, aplicar na tromba... ai perdão no rosto à noite. Note bem: à noite. E a pessoa é muito preguiçosa para pôr... ai perdão, espalhar cremezinhos na fuça... ai perdão, face à noitinha, mesmo antes de dormir. Mas eis que o cremezinho foi oferecido à pessoa aquando do Natal, e mais: a pessoa percebeu que é bom que se farta e que a pessoa que o ofereceu se esmerou no sentido de oferecer um cremezinho bom. E é.

Sem comentários: