terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Temporizador

Tenho na minha cozinha uma galinha que diz quanto tempo passou. Quando chega aos minutos que escolhi faz trrim! e prontifica-se a ficar sossegadinha e exatamente no mesmo sítio onde a deixei sossegadinha esses minutos antes, a função dela é avisar que. É mesmo para ser assim, bem sei, a sério que sei, só estou a repetir-me desenfreadamente porque por vezes preciso de não ter freio também na escrita. É tão bonita, a galinha. Andava há que tempos com o desejo imenso de comprar um temporizador por conta de o meu antigo fogão ter ido conhecer outra cozinha e o fogão que entretanto chegou à minha cozinha fez-se chegado sem um sistema temporal incorporado. Preciso de um medidor do tempo que passou, mais para o arroz que para outra coisa, que as outras coisas são geralmente regidas pelo instinto fantástico que há em mim. No bolos, por exemplo, há um segundo em que cá por dentro me digo: «o bolo já deve estar», nem sempre está, mas é tão raro deixar queimar um bolo como reger-me pelo temporizador.

Sem comentários: