terça-feira, 3 de janeiro de 2017

O Lixo ao LIXO

Antes de mais vou mas é deitar as coisinhas de minha companhia, quero eu dizer que tanto me acompanharam o ano passado, no LIXO. E trata-se então de:

:::: 1 pacote de lenços
Já foi pacote, em tempos, e a partir de certa altura mais não foi do que um pedaço de plástico com abertura, que eu ia reabastecendo com guardanapos que dobrava, e fi-lo durante aproximadamente onze meses.
:::: 1 quadradinho com o número 4
Foi pedacinho de papel para me ocupar o pensamento durante uma boa meia dúzia de posts. Era tanto o ano bissexto que treminou há três dias, como os anos do meu pai (84), depois os meus (48), depois os do rico filho (22, 2+2), depois os da rica filha (25, ¼ século) e depois outras coisas como dúzias e metade dos anos e mais não sei o quê.
:::: 1 castanha
Hoje a castanha está encolhida, metida para dentro de si, qual Gina, a mulher que mantém um blogue e está convencida que é grafómana. Ontem, que é como quem diz: ao início do outono, estava bojuda ao máximo, quase parecia uma bola saltitona.
:::: 2 pedacinhos de tronco
São de uma ou outra árvore que compõem a rua mais bonita de Lisboa. Tenho até a dizer o seguinte: ainda o ano passado descobri que não cortaram os ramos à árvore arredondada porque se viraram somente para o lado direito da rua. Inspecionei todas as árvores, ainda o ano passado, e foi a conclusão que tirei. A árvore arredonda lá continua com seus ramos adentrando o início da rua, portanto.
:::: 1 flor amarela e artificial
São adjetivos, daí o 'e', mas concordo contigo quando dizes que fica mal. É flor que não sei onde cacei, mas sei que fez não pandã com as folhas de azevinho do item a seguir, só por dizer que marimbei para condizentes e contradizentes.
:::: 2 folhas de azevinho
São naturais, consegui-as junto àquela florista que é assim mais ou menos simpática. Digo mais ou menos porque umas vezes é, outras não, portanto: tanto mais, como menos.
:::: 1 meia-mola
É uma metade de mola de madeira, daquelas de estender a roupa.
:::: 4 peças de dominó
São peças de um dominó muito infantil, com as quais percebi que o repetir é desejável, o que me rendeu dois ou três posts e agora rende mais este.
:::: 3 tubinhos vermelhos
Escrevi letras maiúsculas, com eles, ou por outra: desenhei-as.
:::: 2 pacotinhos
São de uma substância que faz perdurar a vida de plantas que se ponham, quero eu dizer coloquem, em água. Ó pá, atão, já não me serve, sei lá, deixou de fazer sentido a espera de esperar que me venham a servir.
:::: 1 botão
Que caiu da minha bota e que fui guardando por conta de achar que ia ter vontade de o recolocar de onde caíra. Mas não.

Sem comentários: