quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Despedida

Sou um bocado depressiva, de maneiras que tenho vindo a despedir-me das luzinhas de Natal que enfeitam, hoje ainda, a Lisboa por onde é meu costume passar.
Na Baixa já me despedi das máscaras da Rua Augusta
Na avenida Almirante Reis já me despedi daquilo que me parece serem labaredas. Olhem, se não são, paciência.
Na avenida Guerra Junqueiro já me despedi das grandes bolas vermelhas que estão por entre grandes estrelas, mas maiores, e prateadas.
Na avenida de Roma já me despedi dos laços prateados, encimados por bolas.
Na avenida João XXI já me despedi dos triângulos a fazerem de Árvores de Natal, em cuja copa se encontram estrelas.

Sem comentários: